Notícias que recomendamos sobre o setor

InternetSul: representatividade forte no setor de Internet

Com mais de 140 associados e representando os interesses de todas as empresas do mercado de Internet do Sul do país, a InternetSul vem desenvolvendo ações importantes para o desenvolvimento do setor de tecnologia. Desde o início do ano, por exemplo, diversas iniciativas foram criadas e projetos liderados para fomentar as empresas prestadoras de serviços de internet, sejam elas provedoras de acesso, de informações, de backbone ou de serviços.

A criação, pela InternetSul, do Grupo de Trabalho da Lei Geral de Proteção de Dados (GTLGPD) é um dos grandes destaques, segundo a Dra. Andréa Abreu Fattori, diretora Jurídica da Associação, e que está diretamente envolvida na coordenação, estudos e produção dessas ações. “Além disso, estamos trabalhando no viés jurídico dos temas Redes Neutras, MVNO e autorregulação das PPPs para apoiar o conselheiro Fabiano Vergani no CPPP”, explica.

A InternetSul também está à frente da questão da segurança e do combate aos ataques cibernéticos, de acordo com o presidente da entidade, Ivonei Lopes. “Estamos auxiliando e respondendo às autoridades policiais sobre registros cadastrais e de conexão, a fim de diminuirmos os crimes digitais, especialmente nos órgãos públicos e do governo. Essas invasões aos sistemas corporativos aumentaram 330% no Brasil entre os meses de fevereiro e abril de 2020. Durante a pandemia, inclusive, algumas organizações pararam suas operações por conta de crimes cibernéticos.

“Os golpes e ataques pela internet colocam o Brasil em quarto lugar no ranking de países que mais sofrem com crimes cibernéticos, sendo bancos e instituições financeiras os principais alvos dos criminosos”, revela Inovei. Para auxiliar o Laboratório de Inteligência Cibernética (CIBERLAB) na investigação desses crimes, o próprio presidente da InternetSul vem participando das reuniões.

O presidente também contou que o grupo está se movimentando para que os provedores coloquem um técnico à disposição da polícia. “Os profissionais que atuam no combate aos crimes virtuais não têm a preparação necessária, muito embora conheçam bastante do assunto. A ideia é que eles sejam treinados e preparados para essa função tão importante”, ressalta.

Ademais, a Associação vem lutando para que os colaboradores do setor sejam priorizados na vacinação contra o Novo Coronavírus. “A Internetsul disponibilizou aos associados um ofício para ser entregue às Secretarias de Saúde, objetivando que a essencialidade dos serviços de telecom e internet seja reconhecida”, diz Lopes.

Entre outras iniciativas importantes, a InternetSul também é protagonista na pauta do Mobile Virtual Network Operator (MVNO) e da autorregulação das PPPs – ação liderada pelo conselheiro Fabiano Vergani no CPPP. “O que se espera também é que as redes neutras e MVNOs criem novas oportunidade para as operadoras competitivas participarem de fato dessa nova era, mesmo sem adquirirem diretamente o espectro”, revela o presidente.

Sobre o 5G, e diante da expectativa de participação de provedores menores no leilão de frequências da Anatel, a InternetSul é parte da “Iniciativa 5G Brasil” – formada por provedores regionais de banda larga fixa. O grupo está promovendo estudos econômicos, jurídicos e regulatórios, além do aporte de recursos, a fim de que essas prestadoras também estejam presentes no processo de implantação da tecnologia. Mais especificamente, o coletivo visa estudar o tema, o edital, entender todas as premissas e preceitos estabelecidos e analisar as vantagens comparativas e competitivas dos provedores no leilão.

Outras iniciativas de destaque da Associação se referem à LGPD. Uma delas é a cartilha sobre o tema. “O objetivo desse conteúdo é mostrar às empresas como deve ser feita a identificação dos provedores nos quesitos operadores ou controladores. Isso tudo sob os aspectos da Lei”, acrescenta o presidente.

A InternetSul seguirá promovendo a conscientização da comunidade para a importância econômica e social das atividades na rede internet, promovendo sua difusão e utilização em aplicações industriais, comerciais, prestação de serviços, científicas, culturais e outras correlatas. Além disso, a missão de estimular o desenvolvimento de informações no que se refere às tecnologias de telecomunicações e teleinformática seguirá ao longo do ano.

“Seguiremos defendendo os interesses dos associados, proporcionando-lhes assistência por todos os meios ao seu alcance dentro dos objetivos da InternetSul  Também estamos certos de nossa responsabilidade na definição das políticas que permitam garantir uma infraestrutura nacional e estadual de conectividade de alta qualidade e compatível com os padrões tecnológicos mundiais. Sendo assim, seguiremos buscando ter lugar e voto nos órgãos que existirem e/ou nos que vierem a ser constituídos com essa finalidade”, conclui Lopes.

Últimas Notícias

Dez dias para o Descompressão 2021. Já se inscreveu?

Dez dias para o Descompressão 2021. Já se inscreveu?

Contagem regressiva: faltam apenas 10 dias para o Descompressão 2021 – evento presencial que debaterá o presente e o futuro…
5G, WiFi 6 e outros temas fundamentais para os ISPs no Descompressão 2021

5G, WiFi 6 e outros temas fundamentais para os ISPs no Descompressão 2021

A InternetSul realiza, nos dias 28 e 29 de outubro de 2021, o evento presencial Descompressão 2021, no Wish Serrano,…

Saiba mais